2018 © Old Stock Race - A Emoção Está de Volta!
 
Buscar
  • por Sergio Rodrigues OSR

Rodrigo Pimenta é Bi Campeão e a Old Stock Race Vive um Dia Memorável



Old Stock, decisão do titulo e arquibancadas lotadas

Ainda antes do raiar do dia uma imensa fila de opalas e caravans começava a se formar à frente do portão T/L do Autódromo José Carlos Pace, na zona Sul de São Paulo, vindos de todas as partes do Brasil para acompanharem de perto a grande final da temporada 2017. Muitas famílias com suas tendas, churrasqueiras, caixas térmicas e claro, muita animação, eram parte do cenário que se formava já às sete horas da manhã na "arquibancada do café" como é conhecida a área localizada próximo à curva de mesmo nome e que antecede a reta dos boxes de Interlagos. Animação também dos proprietários de mais de 150 opalas e caravans que participaram do tradicional e memorável desfile, ocupando juntos quase que a totalidade dos 4.309 metros do traçado, algo inesquecível e que ficará marcado na história da categoria e do circuito. Nos boxes tudo pronto para a decisão do título entre Rodrigo Pimenta (#2), Rodrigo Helal (#113), Pedro Pimenta (#51) e Rafael Gomes (#54), os quatro pilotos com chances de vitória no campeonato. Além de todos os já famosos opalas que compõem o grid da Old Stock Race o final de semana marcou a estreia de alguns e a volta de outros pilotos que fizeram historia, caso de Paulo Gomes, tetra campeão da Stock Car e que nesta etapa realizou o sonho dividir o carro numeral 22 com seu filho Marcos Gomes, campeão em 2015 na Stock Car. "Estou muito feliz em dividir o carro que me deu tantas alegrias no automobilismo o Marquinhos, que me deu mais alegria ainda sendo o primeiro filho de campeão a vencer na Stock Car ano retrasado." disse Gomes, emocionado. A primeira prova seria decisiva para Rodrigo Pimenta pois com uma vitória teria em mãos o título do bicampeonato. Largando na pole e tendo à sua frente pista livre para acelerar os mais de 300 cavalos do "Assombroso", apelido carinhoso do opala numeral 2. Na largada Rafael Lopes, que compunha a segunda fila tomou a frente de Pedro Pimenta, segundo no grid, indo à caça de Rodrigo, que se distanciou bastante do pelotão, mas não do carro 54. Curva a curva, Lopes se manteve bem próximo ao opala numero 2 e sempre no retrovisor do líder. Tiago Gonçalves (#11) que largou ao lado de Rafael, tinha Rodrigo Helal(#113) e Vinicius Pimentel (#38) acompanhando seu traçado, formando assim o segundo e mais disputado pelotão da prova. A briga pela liderança se estendeu por varias voltas, inclusive com Rafael conseguindo ultrapassar Rodrigo no final da reta, mas perdendo o ponto de freada, o que lhe causou um passeio pela área de escape e a devolução da posição. Outro que se deu muito bem foi Luiz Zappelini do opala 87 que, largando em último por conta de não ter participado do treino classificatório, vez belas ultrapassagens, estando entre os 12 primeiros antes da metade da prova e chegou a estar em sétimo, mas com problemas no opala terminou em 15º. Uma bandeira amarela na nona volta agrupou o pelotão e na relargada João Ometto Neto (#75) que ocupava a quarta posição errou uma marcha, obrigando Victor Franzoni (#23) e Alex Pimenta (#16) que vinham logo atrás a desviar, o que, para os comissários foi visto como queima de largada, custando uma penalização e acréscimo em 20 segundos no tempo total de ambos. Ao final de 12 voltas Rodrigo Pimenta cruzou a linha de chegada em primeiro com Rafael Lopes em segundo e Vinicius Pimentel (#38) em terceiro. No período da tarde aconteceu a ultima prova da temporada e novamente muitas disputas no pelotão da frente, que agora tinha Rodrigo Pimenta (#2) e Rodrigo Giordano (#38) na primeira fila, Marcos Philippi (#64) e Rafael Lopes (#54) na segunda e na terceira fila Marco Maragno (#9) e Everson de Paula, voltando às pistas quase um ano após sua ultima prova com o opala branco e azul de numeral 21. Largada autorizada e partiram os opalas para as 12 voltas finais de 2017, fechando o ano com muita disputa. Pimenta abriu distancia logo na primeira curva e Giordano não conseguiu manter a posição, perdendo rendimento ate ser ultrapassado por Rafael Lopes na terceira volta. Ao contrario dele, Helal fez uma das melhores largadas de sua carreira, ultrapassando 11 carros e fechando a segunda volta já em segundo lugar, decidido a ultrapassar Pimenta (#2), o que chegou a ocorrer na décima volta, manobra que durou pouco mais de 4 curvas, terminando a prova em segundo lugar. Outro destaque foi o opala da dupla Paulo e Marcos Gomes, que na primeira prova, sob o comando de Marquinhos teve problemas mecânicos e abandonou, mas que na segunda veio com a lenda Paulo Gomes ao volante mostrando o motivo de seus 4 títulos nos lendários clássicos que deram origem à Stock Car de hoje, largando em 21º, Paulão não precisou de mais que duas voltas para ocupar a 11ª posição, chegando a ficar em oitavo, mas abandonando na volta 9. Mario Broering, catarinense e piloto do opala numeral 1 fez uma excelente prova, largando em 12º e mesmo estando no pelotão do meio, local onde tudo é muito mais complicado conseguiu boas ultrapassagens, chegando ao final da prova em quarto lugar. A prova terminou com Rodrigo Pimenta em primeiro, Rodrigo Helal em segundo, Rafael Lopes em terceiro e Mario Broering em quarto. Logo após o encerramento os carros dos três primeiros colocados foram encaminhados ao parque fechado, onde os comissários técnicos da FASP alegaram irregularidades técnicas no opala 54 de Rafael Lopes, o que ocasionou sua desclassificação da etapa. Mesmo antes do julgamento no caso de Lopes, a Old Stock Race declarou Rodrigo Pimenta o bi campeão. "Tivemos um ótimo ano, na maioria da etapas alcançando a vitória com um carro bastante acertado por uma equipe sensacional. Agora é comemorar um pouco e ano que vem voltar para quem sabe, um tri campeonato" disse Rodrigo. Rodrigo Helal, que ao longo do ano se mostrou regular subindo ao pódio em todas as etapas ficou com o vice campeonato. O terceiro colocado no campeonato, em caráter extra oficial pelo fato do resultado estar "Sub Judice", foi Pedro Pimenta (#51), que também sagrou-se campeão na categoria Old Man, para pilotos acima de 55 anos. O resultado extra oficial das duas provas válidas pela 9ª Etapa de 2017 você confere abaixo: Prova 1 Categoria Geral Pos. Num Piloto 1. 2 Rodrigo Pimenta 2. 38 Vinicius Pimentel (Old Man) 3 64 Ney Faustini (Old Man) 4. 9 Marcos Maragno 5. 21 Everson de Paula 6. 23 Victor Franzoni 7. 3 Alvaro Vilhena 8. 93 Felipe Matos 9. 14 Fabian Hengles 10. 16 Alex Dimas 11. 128 Mallaco 12. 7 Felipe Varela 13. 1 Mario Broering 14. 87 Luiz Carlos Zappelini 15. 79 Daniel Alberici 16. 75 João Ometto Neto 17. 113 Rodrigo Helal 18. 78 Arnaldo Santos 19. 51 Pedro Pimenta 20. 25 Jorge Schuback 21. 11 Tiago Gonçalves 22. 12 Fabio Mencarelli 23. 28 Edson Souza 24. 18 George Lemonias 25. 22 Marcos Gomes 26. 666 André Barachi DQ 54 Rafael Lopes Prova 1 Categoria Old Man Pos. Num Piloto 1. 38 Vinicius Pimentel 2. 64 Ney Faustini 3. 128 Mallaco 4 87 Luiz Carlos Zappelini 5. 51 Pedro Pimenta 6. 25 Jorge Schuback 7. 18 George Lemonias Prova 2 Categoria Geral Pos. Num Piloto 1. 2 Rodrigo Pimenta 2. 113 Rodrigo Helal 3. 1 Mario Broering 4. 23 Victor Franzoni 5. 9 Marco Maragno 6. 18 George Lemonias 7. 38 Rodrigo Giordano 8. 11 Robson Molly 9. 25 Jorge Schuback 10. 79 Daniel Alberice 11. 93 Renan Guerra 12. 14 Fabian Hengles 13. 64 Marcos Philippi 14. 21 Everson de Paula 15. 3 Julio Cesar Jr. 16. 28 Pedro Marques 17. 16 Fausto Camacho 18. 22 Paulo Gomes 19 128 Mallaco 20. 75 João Ometto Neto 21 12 Fabio Mencarelli 22 51 Pedro Pimenta DQ 54 Rafael Lopes Prova 2 Categoria Old Man Pos. Num Piloto 1. 18 George Lemonias 2. 25 Jorge Schuback 3. 28 Pedro Marques 4. 16 Fausto Camacho 5. 22 Paulo Gomes 6. 128 Mallaco 7. 51 Pedro Pimenta

Comunicação Old Stock Race

Texto Sergio Rodrigues

Foto Humberto Silva/OSR e Barbara Bonfim/OSR

#OldStockRace

855 visualizações