Buscar
  • por Sergio Rodrigues OSR

Old Stock Race - Etapa Noturna Entra para a História da Categoria!


Com o autódromo repleto de amantes do automobilismo a Old Stock Race teve um final de semana memorável com todo o charme das antigas corridas noturnas e a força dos opalas que já fazem sucesso entre o público.

Os irmãos Bird e Nilson Clemente, vencedores da primeira prova de 24 horas de Interlagos em 1970 estiveram presentes e foram homenageados na sala vip da Old Stock Race, onde puderam receber os cumprimentos e carinho do público presente e logo em seguida posar ao lado do lendário troféu que tanto orgulho trouxe a dupla. A Etapa, inclusive levou o nome de "Troféu Irmãos Clemente" em referência aos irmãos corredores.


O troféu de campeão da primeira corrida 24 Horas de Interlagos vencida em 1970 pelos irmãos Bird e Nilson Clemente, esteve exposto na Sala Vip da Old Stock Race, onde foi alvo de muitas fotos e reverências por parte dos amantes do automobilismo que foram prestigiar a etapa noturna. Foto: Barbara Bonfim/OSR

Logo após as homenagens, os irmãos Clemente deram uma volta pelo circuito pilotando opalas do Clube do Opala de São Paulo numa espécie de "Carro Madrinha" para em seguida, descerem e cumprimentar os pilotos no grid, uma cena que vai entrar na história, tanto dos homenageados, quanto dos pilotos da Old Stock Race por terem duas lendas vivas do automobilismo presentes nesta prova especial.


Bird e Nilson Clemente, vencedores das primeiras 24 Horas de Interlagos em 1970 foram até o grid cumprimentar os pilotos da etapa noturna da Old Stock Race. Foto: Barbara Bonfim/OSR

A prova No treino Classificatório, que ocorreu no próprio sábado (16) a primeira colocação fico com o opala 51 de Pimenta com o tempo de 1m58s968, marca que não se via já desde 2017, mostrando que a troca de preparador surtiu efeito e trouxe o piloto novamente para a disputa do campeonato, após uma desclassificação na terceira etapa. Rodrigo Giordano do opala 38 fez o segundo melhor tempo com 1m59s148, ocupado o segundo lugar no grid. Mais dois pilotos também fizeram tempos abaixo de dois minutos, João Ometto Neto do opala 75 com 1m59s838 e o atual líder do campeonato Rafael Lopes do opala 54 com 1m59s896. formaram a segunda fila do grid para a primeira prova.


A classificação ocorreu ainda no sábado à tarde, algumas horas antes da largada para a primeira prova. Foto: Barbara Bonfim/OSR

Carros alinhados, faróis acesos e às 20h15 os opalas partiram para a volta de apresentação da primeira prova da noite. Bandeira verde e os opalas aceleraram pra valer, fazendo o público presente entrar em euforia com aquele balé de luzes passando a mais de 200km/hora na reta de Interlagos. Pimenta manteve a ponta Rodrigo Giordano segurou a segunda posição e Rodrigo Helal, que largou em sexto, ultrapassa Zappelini, Lopes e Ometto assumindo já na segunda volta a terceira colocação, indo atrás de Giordano.

O pelotão composto por João Ometto Neto, Rafael Lopes e Rodrigo Helal, travou a melhor disputa da prova, com os opalas andando muito próximos, ate Lopes errar e perder a posição para Helal, que também ultrapassou Ometto e partiu à caça de Giordano.


Largada para a primeira prova da noite, um desafio a mais para os pilotos da Old Stock Race. Foto: Humberto Silva/OSR

Enquanto isso Pimenta na liderança abriu uma boa distancia do pelotão que disputava a segunda colocação, rumando para uma vitória importante para se manter vivo no campeonato. Na disputa pelo segundo lugar, Helal conseguiu a ultrapassagem sobre Giordano na sétima volta enquanto Rafael Lopes não conseguia manter a quinta posição, caindo para sétimo colocado, sendo ultrapassado por Fabio Franzoni #23 e Jorge Schuback #25, porém o líder do campeonato recuperou sua posição em mais duas voltas fechou a prova em quinto lugar. Após 12 voltas e de ponta a ponta, Pimenta venceu a prova, Rodrigo Helal foi o segundo, Rodrigo Giordano o terceiro, completando o pódio, João Ometto Neto em quarto e Rafael Lopes em quinto. O resultado completo da primeira prova ficou assim:

Pos Num Competitor Total Diff Laps Best Lap

1 51 P. Pimenta (M) 24:20.587 0.000 12 2:00.586

2 113 Rodrigo Helal 24:21.723 1.136 12 2:00.452

3 38 Rodrigo Leite 24:26.506 5.919 12 2:00.249

4 75 João Ometto Neto 24:29.799 9.212 12 2:00.793

5 54 Rafael Lopes 25:01.955 41.368 12 2:01.585

6 87 Luiz Zappelini (M) 25:02.154 41.567 12 2:01.934

7 25 Jorge Schuback (M) 25:02.375 41.788 12 2:03.415

8 3 Ricardo Alvarez 25:02.756 42.169 12 2:01.695

9 23 Fabio Franzoni 25:04.098 43.511 12 2:03.250

10 9 Marco Maragno 25:11.638 51.051 12 2:03.824

11 45 Daniel Kelemen 25:18.717 58.130 12 2:04.567

12 21 Everson de Paula 26:05.773 1:45.186 12 2:07.225

13 22 Alex Fabiano (M) 24:44.281 0.0001 1 2:09.560

14 31 Glauco Barros 25:21.162 36.881 11 2:13.296

15 79 Daniel Alberici 19:39.194 0.000 9 2:03.802

16 10 Karim Machata 15:41.026 0.000 7 2:08.759

17 12 Fabio Mencarelli 16:26.509 45.483 7 2:15.351

18 18 Georges Lemonias (M) 4:23.758 0.000 2 2:05.198

DQ 5 Carlos Gomes (M) 24:33.470 0.000 11 2:10.690

Na Classe Old Man, para pilotos acima de 55 anos o resultado da primeira prova ficou assim:

Pos Num Competitor Total Diff Laps Best Lap

1 51 P. Pimenta (M) 24:20.587 0.000 12 2:00.586

2 87 Luiz Zappelini (M) 25:02.154 41.567 12 2:01.934

3 25 Jorge Schuback (M) 25:02.375 41.788 12 2:03.415

4 22 Alex Fabiano(M) 24:44.281 0.000 11 2:09.560

5 18 Georges Lemonias (M) 4:23.758 0.000 2 2:05.198

DQ 5 Carlos Gomes (M) 24:33.470 0.000 11 2:10.690


De ponta a ponta, Pimenta venceu a primeira prova somando pontos importantes para continuar na luta pelo título 2018. Foto: Humberto Silva/OSR

As arquibancadas repletas de opaleiros e amantes dos automobilismo, com suas famílias e amigos, confraternizando na noite fria de São Paulo aguardavam agora a prova mais emocionante da história da Old Stock Race. Às 23h00 os opalas voltaram ao grid para a disputa da segunda corrida da noite e com o grid formado pelo resultado da primeira prova, Pimenta novamente ocupou o primeiro lugar tendo ao seu lado agora, Rodrigo Helal. Largada autorizada e Pimenta com problemas no diferencial passou lento na reta abandonando ainda no S do Senna, deixando caminho livre para Rodrigo Helal que abriu boa vantagem do segundo colocado Zappelini, seguido por Ometto em terceiro e Ricardo Alvarez do opala numeral 3 em quarto.


Opalas alinhados, aguardando a autorização da direção de prova para pisar fundo na segunda prova. Foto: Humberto Silva/OSR

Na segunda volta Helal manteve a ponta abrindo uma ótima vantagem, deixando a briga para o pelotão de trás, que a partir daí promoveu a melhor da noite, com muitas ultrapassagens e trocas de posições, tendo destaque Ometto e Zappelini passando lado a lado em toda a reta dos boxes na briga pelo segundo lugar, até o piloto do opala 75 conseguir realizar a ultrapassagem e assumir a segunda posição.

Rafael Lopes travou uma batalha particular com Ricardo Alvarez que, com problemas abandonou e foi ultrapassado pelo líder do campeonato na quarta volta, enquanto Everson de Paula #21 e Amauri Biem se chocaram e o opala numeral 9 ficou parado no S do Senna, ocasionando a entrada do Safety Car e uma bandeira amarela normalização da pista.


João Ometto Neto #75 à frente do pelotão. Foto: Humberto Silva/OSR

Na relargada Helal manteve a posição com Zappelini em segundo, Ometto em terceiro e Daniel Alberici em quarto. No pelotão de trás, Vinicius Pimentel foi tocado pelo opala 45 rodando e em seguida sofreu um choque destruindo boa parte da traseira, mas se manteve na pista ate o final. A direção de provas ainda puniu por queima de largada os opalas 87 de Zappelini e o 54 de Rafael Lopes, acrescendo 20 segundos de tempo para cada um. Rafael Lopes ainda recolheu seu opala para os boxes abandonando a prova faltando apenas uma volta para o termino da prova.

No final Rodrigo Helal, depois de passar algumas etapas sem muita sorte, venceu sua primeira corrida no ano com ótimo desempenho. Em segundo ficou João Ometto Neto e completando o pódio em terceiro Daniel Alberici na quarta posição o veterano Jorge Schuback e em quinto Daniel Kelemen do opala 45.


Rodrigo Helal #113 vence a segunda prova e também volta a sonhar com o título de 2018. Foto: Humberto Silva/OSR

A classificação geral da segunda prova ficou assim:

Pos Num Competitor Total Diff Laps Best Lap

1 113 Rodrigo Helal 27:37.603 0.000 12 2:01.139

2 75 João Ometto Neto 27:40.039 2.436 12 2:02.162

3 79 Daniel Alberici 27:57.295 19.692 12 2:04.240

4 25 Jorge Schuback (M) 28:00.526 22.923 12 2:05.297

5 45 Daniel Kelemen 28:03.214 25.611 12 2:04.380

6 21 Everson de Paula 28:09.357 31.754 12 2:06.473

7 38 Vinicius Pimentel (M) 28:12.659 35.056 12 2:03.692

8 5 Carlos Gomes (M) 28:18.358 40.755 12 2:08.965

9 31 Glauco Barros 28:43.115 1:05.512 12 2:14.596

10 78 Fausto Camacho (M) 29:07.189 1:29.586 12 2:16.762

11 3 Ricardo Alvarez 28:16.502 0.000 11 2:01.843

12 54 Rafael Lopes 28:32.367 15.86 11 2:01.716

13 9 Amaury Biem 28:40.186 23.684 11 2:06.080

14 10 Karim Machata Neto 19:29.224 0.000 8 2:08.836

15 51 P. Pimenta (M) 0.6790 00 0 0.000

DQ 87 Luiz Zappelini (M) 28:02.043 0.000 12 2:02.767

Na classe Old Man, o resultado ficou assim:

Pos Num Competitor Total Diff Laps Best Lap

1 25 Jorge Schuback (M) 28:00.526 22.923 12 2:05.297

2 38 Vinicius Pimentel (M) 28:12.659 35.056 12 2:03.692

38 5 Carlos Gomes (M) 28:18.358 40.755 12 2:08.965

4 78 Fausto Camacho (M) 29:07.189 1:29.586 12 2:16.762

5 51 P. Pimenta (M) 0.6790 00 0 0.000

DQ 87 Luiz Zappelini (M) 28:02.043 0.000 12 2:02.767

Uma breve galeria das fotos desta etapa inesquecível:

A temporada da Old Stock Race volta em agosto para a disputa da quinta etapa de 2018 em Interlagos. Os opalas da Old Stock Race utilizam Pneus Pirelli, Comandos de Válvulas Kuir, Discos de Freio Fremax, Pistões e Bielas AFP e Embreagens Ceramic Power.


Acompanhe a Old Stock Race em nossas redes sociais:


Fotos: Humberto Silva/OSR e Barbara Bonfim/OSR

Comunicação Old Stock Race imprensa@oldstockrace.com.br



0 visualização
  2018 © Old Stock Race - A Emoção Está de Volta!