Helal vence duas na Old Stock Race e Christian Julio fatura pela Opala 250




As duas categorias dos Opalas e Caravans mais velozes de todos os tempos deram um show no calor de Interlagos durante a quinta etapa da temporada 2020, com destaque para as emocionantes disputas de Pimenta e Helal na Old Stock Race e Konrad Viehman e Christian Julio na Opala 250.


No Sábado (28) Pimenta fez sua segunda pole consecutiva dando apenas uma volta rápida na pista, num calor de mais de 35 graus na região do Autodromo José Carlos Pace em São Paulo e ficou aguardando dentro de seu carro durante o restante do treino de classificação até ser confirmado como o mais rápido do dia. Minutos depois ele disse no em seu box que com o asfalto muito quente, em torno de 41 graus a calibragem dos pneus radiais subiu muito e ele resolveu fazer logo no inicio uma boa volta e aguardar para ver se alguém baixaria o tempo da pole, aí sim ele voltaria à pista para tentar mais uma volta rápida, o que não foi necessário e confirmou o primeiro lugar no grid com o tempo de 2min00s800.


Momentos antes da classificação de Sábado. Foto: Anthony Kunze/OSR


Rodrigo Helal, segundo melhor tempo na classificação fez uma ótima largada já disputando a primeira curva com Pimenta, contornando todo o S do Senna logo atrás do carro 451 e assim permaneceu durante toda a prova, buscando sempre não perder o traçado e ao mesmo tempo tomando todo o cuidado para não extrapolar em uma curva e colocar a corrida em risco. Pimenta fez tudo que pode, mas com o decorrer da prova o desgaste de pneus e a calibragem subiu muito com a alta temperatura e ele tratou de tomar cuidado nas retomadas para não deixar o carro escapar e a cada volta se defender de Helal, pois a diferença entre eles durante a prova nunca foi superior a 1 segundo.


Pimenta manteve a ponta durante toda a prova, com uma ótima tocada. Foto: Humberto Silva/ OSR


Na parte final da prova, os ponteiros tinham mais uma preocupação: enfrentar os retardatários, já que o grid unindo Old Stock Race e Opala 250 chegou a 32 carros e ao longo da prova alguns foram se distanciando mais e sendo alcançados pelo líder e na abertura da última volta, Pimenta tinha agora à sua frente o piloto do Opala 64 Marcos Philippi como retardatário e passou a dividir sua atenção entre os dois, foi quando Helal fez uma excelente tomada de curva na Junção, subindo o trecho final do circuito colado em Pimenta e armando o bote pelo lado de fora da curva do Café, ultrapassando e cruzando a linha de chegada em primeiro lugar com quatro centésimos de diferença de Pimenta. “Eu tentei atacar logo no inicio da prova, mas o Pimenta se defendeu muito bem. O carro começou a perder a frente por conta da calibragem ter aumentado demais com a temperatura e meu carro tinha um vazamento de óleo chegando a molhar a região dos pedais e ate entrar na minha sapatilha, me atrapalhando demais. Nas duas últimas voltas eu percebi que ele começou a frear um pouco antes e eu comecei a chegar mais perto. Na última volta havia um retardatário e eu acho que ele (Pimenta) foi um pouco cauteloso demais e isso me permitiu frear antes pra fazer a junção conseguindo uma melhor retomada de velocidade na subida do Café, onde eu coloquei por fora e viemos pra vitória, ganhamos!” comemorou Helal. Pimenta foi o segundo, Leandro Guerra, estreante na categoria, o terceiro, Evandro Camargo do carro numeral 1 foi o quarto e completando o pódio Amaury Biem o quinto e Molly Robson o sexto.


Chegada emocionante: Helal quatro centésimos à frente de Pimenta. Foto: Anthony Kunze/OSR


Confira abaixo o resultado completo da primeira prova da Old Stock Race:

1. 113 Rodrigo Helal em 24min32s857

2. 451 P. Pimenta a 0s042

3. 333 Leandro Guerra a 6s877

4. 1 Evandro Camargo a 21s824

5. 7 Amaury Biem a 35s596

6. 11 Molly Robson a 51s946

7. 23 Fabio Franzoni a 56.s036

8. 38 Vinicius Leite a 1min10s957

9. 28 Matheus Martins a 1min19s159

10. 777 Rogerio Barbato a 1min31s137

11. 12 Fabio Mencarelli a 1min34s646

12. 93 Felipe Matos a 2min49s480

13. 9 Marco Maragno a duas voltas

14. 64 Marcos Philippi a duas voltas

15. 17 Ricardo Domenech a três voltas

16. 0 Julio Gelinho a quatro voltas

17. 18 Georges Lemonias a sete voltas

18. 89 Glaucio Doreto a oito voltas

19. 31 Glauco Barros a 12 voltas


Pódio da primeira prova Old Stock Race. Foto: Anthony Kunze/OSR


Pela Opala 250, categoria que além dos Opalas de qualquer modelo e ano também aceita as Caravans em seu grid, o destaque ficou exatamente por conta de duas Caravans, a de numeral 333 de Christian Julio e a 73 de Konrad Viehmann, que largou na décima posição geral do grid da primeira prova e primeiro da categoria Opala 250 e manteve sua posição durante a primeira volta mas na abertura da volta seguinte foi ultrapassado por Christian, porém sem perder contato com o seu adversário.


As Caravans 333 e 73 deram um show pela Opala 250. Foto: Humberto Silva/OSR


Ao abrir a última volta, Viehmann e Christian, que vinham já mantendo uma distância muito pequena um do outro curva a curva, chegaram juntos na freada no “S do Senna” e na disputa houve o toque entre eles, fazendo Konrad perder o ponto de freada, rodando na área de escape e colidindo com a proteção de pneus. Christian levou a Caravan 333 até a linha de chegada em primeiro lugar. Eduardo Conradt foi o segundo, Giovani Almeida o terceiro Perseu Alarcon o quarto, Christiano Julio foi o quinto e Rogério Mendes foi o sexto.


Confira abaixo o resultado completo da primeira prova da Opala 250:


1. 333 Christian Julio 25min30s480

2. 22 Eduardo Conradt 37 a 2s937

3. Giovani Almeida a 4s628

4. 68 Perseu Alarcon a 27s811

5. 331 Christiano Julio a 36s961

6. 72 Rogerio Mendes a 39s365

7. 88 Renato Braz a 53s953

8. 73 Konrad Viehmann a uma volta

9. 222 Sandro Sproesser a uma volta

10. 28 Carlos Freire a seis voltas

11. 239 Antonio Paiva a nove voltas

12. 69 Rodrigo RDA a 10 voltas

13. 43 Rodrigo Silva a 11 voltas


Pódio da primeira prova da Opala 250. Foto: Anthony Kunze/OSR


No período da tarde aconteceu a segunda prova e os Opalas e Caravans das duas categorias voltaram para a pista já num clima mais fresco, com a presença de nuvens, o que ajudou muito no rendimento dos carros.

Helal, vencedor da primeira fez uma ótima largada, mantendo o Opala 113 na ponta contornando todo o “S do Senna” em primeiro, com Pimenta logo em seguida, agora tentando de todas as formas não deixar Rodrigo se distanciar. Durante toda a prova Pimenta atacou, colocou de lado, teve algumas chances de ultrapassagem, mas Helal, com todo o cuidado e habilidade impediu a ultrapassagem do Opala 451. Outro destaque na segunda prova foi a disputa intensa entre o líder do campeonato Felipe Matos e Ricardo Domenech na disputa pela nona posição da corrida com uma disputa limpa e franca em vários momentos durante doze voltas

Largada da segunda prova. A mesma dupla na frente, agora em posições trocadas. Foto: Humberto Silva/OSR


Helal conquistou sua segunda vitória no dia somando pontos importantíssimos para o campeonato, com Pimenta chegando em segundo, Evandro Camargo em terceiro. Completando o pódio Ricardo Domenech foi o quarto, Rodrigo Giordano, que não participava há três etapas foi o quinto e Felipe Matos o sexto.

Confira abaixo o resultado completo da segunda prova:


1. 113 Rodrigo Helal em 24min22s733

2. 451 Pimenta a 1s416

3. 1 Evandro Camargo a 21s576

4. 17 Ricardo Domenech a 28s377

5. 38 Rodrigo Giordano a 35s008

6. 93 Felipe Matos 36s161

7. 333 Ciro Paciello a 42s152

8. 7 Amaury Biem a 55s733

9. 23 Fabio Franzoni a 55s762

10. 0 Julio Gelinho 1min17s970

11. 9 Marco Maragno a 1min19s427

12. 331 Christiano Julio a 1min24s414

13. 64 Marcos Philippi a 1min30s850

14. 28 Matheus Martins a 1min45s477

15. 11 Molly Robson a quatro voltas

16. 12 Fabio Mencarelli a sete voltas

17 777 Rogerio Barbato a 12 voltas

18. 18 Georges Lemonias a 12 voltas

19. 89 Moises Severo a 12 voltas

20. 31 Glauco Barros a 12 voltas


Pódio da Segunda Prova Old Stock Race. Foto: Anthony Kunze/OSR


Na classe Old Man, para pilotos acima de 55 anos, a vitória ficou com Pimenta, seguido de Ciro Paciello em segundo, Marcos Philippi em terceiro.


Pela Opala 250 na largada Christian Julio pulou com sua Caravan 333 na frente de Eduardo Conradt na primeira curva conseguindo a ultrapassagem imprimindo um ritmo forte durante toda a prova, chegando a aparecer entre os seis primeiros na geral. Konrad Viehmann, que na primeira prova se envolveu em um toque na última volta com Christian indo parar na proteção de pneus, conseguiu colocar sua Caravan 73 novamente no grid e escalou o pelotão, chegando em segundo lugar. Eduardo Conradt foi o terceiro, Giovanni Almeida o quarto, Carlos Freire o quinto e Renato Braz o sexto.

Confira abaixo o resultado da segunda prova da Opala 250:


1. 333 Cristian Julio em 25min19s405

2. 73 Konrad Viehmann a 1min02s290

3. 22 Eduardo Conradt a 1min02s442

4. 37 Giovani de Almeida a 1min26s862

5. 28 Carlos Freire a 1min29s137

6. 88 Renato Braz Gaspar a 1min38s484

7. 72 Rogerio Mendes a 1min57s858

8. 43 Rodrigo Silva a 1min58s843

9. 222 Sandro Sproesser a uma volta

10. 69 Luiz Blessed a uma volta

11. 68 Perseu Alarcon a onze voltas

Pódio da segunda prova Opala 250. Foto: Anthony Kunze/OSR


Confira alguns clicks deste Domingo:



As emoções da Old Stock Race e Opala 250 voltam dias 18, 19 e 20 de Dezembro quando será disputada a última etapa do ano em Interlagos.


Os Opalas e Caravans da Old Stock Race e Opala 250 são equipados com pneus Pirelli, Discos de freio Fremax e pistões AFP


Fotos: Humberto Silva/OSR e Anthony Kunze/OSR


Texto: Sergio Rodrigues


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square